NP D NP Diário #63 | 25/05/2024 | Preciso de ressuscitar o Carlos irrequieto e desobediente da minha infância | A rejeição tem que ser a minha motivação

NP Diáio

carlos_pinhal

Filósofo
Staff member
NP Diário #63 | 25/05/2024 | Preciso de ressuscitar o Carlos irrequieto e desobediente da minha infância | A rejeição tem que ser a minha motivação

▀▄▀▄ Data deste diário ▄▀▄▀
25/05/2024

▀▄▀▄ Texto ▄▀▄▀
18:07 de 25 de Maio de 2024, Viseu.

Neste momento tornou-se imperativo lutar contra um defeito meu de á muito tempo atrás que é o medo de que os outros formulem impressões negativas sobre mim.

Em criança eu não me importava com o que os outros pensavam sobre mim. Lidava mal com regras e imposições e por isso era difícil eu me comportar como os outros queriam que eu me comporta-se.
Eu era censurado e criticado por todos, por não aceitar regras. Numa sociedade normal, justa e igual é correto disciplinar uma criança a obedecer a regras porque se parte do pressuposto que a obediência a essas regras é para seu beneficio.

O problema é que não vivemos numa sociedade assim, e portanto ensinar uma criança pobre a obedecer a regras que têm como objetivo a sua opressão e exploração só a irá penalizar.

Foi o que me aconteceu. Todos á minha volta lutaram e contribuíram para "matar" aquele Carlos irrequieto.
Os meus pais repreendiam-me.
O resto da minha família não gostava que fosse a casa deles porque não me sabia "comportar".
Os meus colegas de turma faziam anos e eu era dos poucos que não era convidado.
As minhas professoras da primária, claramente, não gostavam de mim.
E outras situações ocorreram para que esse Carlos mal comportado "morre-se" para dar lugar a um Carlos comportado.

Carlos comportado que conseguiu o que, cumprindo as regras? Nada. Um Carlos comportado que tem medo que as pessoas formulem uma impressão errada dele, mas já não existe problemas quando essas mesmas pessoas, de uma forma direta ou indireta, contribuem para que esse Carlos comportado seja oprimido, discriminado e explorado.
Um Carlos comportado que nem coragem tem para abordar as pessoas educadamente para lhes propor que lhe comprem doces ou outros produtos de baixo valor de forma a conseguir dinheiro para sobreviver.

Lembrando que esse Carlos comportado não irá coagir ninguém ou irá obrigar ninguém a lhe comprar os produtos de baixo valor. Já as pessoas que esse Carlos comportado irá abordar, na sua maioria, contribuem, direta ou indiretamente, para a situação de pobreza e miséria que esse Carlos comportado se encontra.

Claramente aos meus 5 ou 6 anos precisava de um familiar ou alguém que me tivesse dito, "Continua a te comportar assim e manda fuder a família e o restante das pessoas. Quando fores adulto será essa postura que te irá fazer com que evites muitos problemas, principalmente a nível da sobrevivência."

Não foi só o Carlos mal comportado que morreu, houve um dano na minha auto confiança que foi feito e que se estende até hoje. A partir daquele momento comecei a procurar a provação dos outros para tudo o que fazia. É o maior erro que podemos ter nesta sociedade hipócrita.

Quando escrevo da falta de coragem em vender produtos de baixo valor, não é algo simples. É um tema profundo e que se não se tiver cuidado, pode criar danos maiores.

A minha mente tem que estar preparada para o Não. A minha mente tem que estar preparada para a desonestidade e falta de sensibilidade de muitas dessas pessoas que abordarei. E o mais importante que tudo, quantos mais nãos ou quanto mais ignorado for, mais motivação tenho que ter para continuar a fazer o que tenho de fazer.

É errado quando o que nos faz parar é o não ou a falha. O não e a falha tem que nos dar uma força interior para continuar, e continuar com uma intensidade maior. Só o sim ou o sucesso é que nos pode fazer abrandar.

Portanto se abordar alguém e essa pessoa me disser que não, no momento a seguir tenho que escolher alguém que avalie que me irá dizer que não, e se essa pré-avaliação se confirmar, passar a outro, e a outro. Após muitos nãos, deixar abordagem individual e passar a uma abordagem coletiva e incomodativa para a maioria.

Obviamente que o Carlos Comportado nunca fará o que acabo de escrever, mas o Carlos dos meus 5 anos, faria isso e muito mais.

É por isso que preciso de trazer á "vida" esse Carlos com 5 anos. Mas não será um processo simples e terei que desconstruir muito do que foi contruído por familiares e outros na minha infância.

O que me tenho mentalizado é que todo o tipo de rejeição tem que me dar motivação para continuar. Só aceitação me pode fazer parar. Se em criança tivesse aplicado esta regra, eu nunca teria abrandado no meu mau "comportamento", pelo contrário.

Mas o passado serve para se fazer analises e reflexões. Não se pode viver na lamentação do que fomos no passado.

A mim não me deve interessar o que as pessoas pensam sobre mim. O meu foco deve ser ganhar o dinheiro suficiente para me poder manter, de forma a poder escrever o Manifesto Pinhalista.

A escritura do Manifesto Pinhalista deverá decorrer, sem qualquer limitação ou influencia externa.
Se não conseguir essa manutenção mínima financeira e alimentar, devo começar a subir uma "escada". Na subida dessa "escada" devo ser fiel aos valores fundamentais do Pinhalismo, que são:
- Não violência;
- Não agressividade;
- Não vandalismo;

Mais uma vez, não será fácil obedecer a tais valores na situação em que me encontro. Eu não sou perfeito e o "Sistema" sabe muito bem o que faz e sabe que numa situação de miséria e privação alimentar é muito difícil alguém manter o controlo emocional.

A manutenção financeira básica é composta por uma "escada" de 4 Níveis. Neste momento estou no primeiro nível, neste primeiro nível a única coisa que tenho de fazer é abordar as pessoas educadamente, propor a venda, e caso as pessoas recusem, educadamente agradecer e desejar boa continuação.

Se todas as pessoas ou a maioria disser que não não quer comprar, tendo eu postura referida, devo passar para o Nível 2, que inevitavelmente levará aos Nível 3, e que pode levar ao Nível 4.

O nível 1 é mais fácil e o que ocorrer no nível 1, terei que usar para "matar" o Carlos Comportado, porque o Nível 2, 3 e 4 não pode ser feito por Carlos "Bem Comportados".



Este tópico foi criado/atualizado a:


 
Voltar
Topo