RSS Cientifico geral Determinação e caracterização de corredores arritmogénicos com imagens de ressonância magnética de realce tardio: comparação entre aquisições 2D e 3D

  • Criador do tópico RCAAP Rss Feeder
  • Start date
R

RCAAP Rss Feeder

Guest
Breve resumo:
Atualmente a Ressonância Magnética Cardíaca com pesquisa de Realce Tardio é a modalidade imagiológica standard para a avaliação da cicatriz miocárdica. Esta cicatriz está diretamente associada ao prognóstico pós-enfarte uma vez que serve como substrato à presença de corredores arritmogénicos capazes de perpetuar uma taquicardia ventricular. É possível realizar a avaliação destes corredores através da segmentação da imagem obtida com o exame mencionado. O objetivo deste estudo é comparar a atual utilizada sequência tridimensional com uma sequência bidimensional de modo a avaliar a caracterização da segmentação da cicatriz pós-enfarte. Este estudo avaliou as segmentações de ambas as sequências de 71 doentes com miocardiopatias, com indicação clínica para ser colocado um cardioversor desfibrilhador implantável. Os resultados revelaram que a parte da cicatriz heterogénea, onde são formados os corredores arritmogénicos, é estatisticamente semelhante nas duas sequências. Ao contrário das zonas de cicatriz homogénea, em que as diferenças já são significativas. Também o número de corredores, obtidos pela segmentação de imagens 2D ou 3D apresenta diferenças, no entanto a massa total dos mesmos, tal como a cicatriz heterogénea aparenta ser semelhante. Estes resultados levantam novas questões, entre as quais as potencialidades da viabilidade prática de uma mudança das sequências de aquisição atuais no contexto hospitalar, uma vez que são necessários mais estudos para se estratificar em que doentes deve ser aplicada cada uma das sequências.​



Info Adicional:
Atualmente a Ressonância Magnética Cardíaca com pesquisa de Realce Tardio é a modalidade imagiológica standard para a avaliação da cicatriz miocárdica. Esta cicatriz está diretamente associada ao prognóstico pós-enfarte uma vez que serve como substrato à presença de corredores arritmogénicos capazes de perpetuar uma taquicardia ventricular. É possível realizar a avaliação destes corredores através da segmentação da imagem obtida com o exame mencionado. O objetivo deste estudo é comparar a atual utilizada sequência tridimensional com uma sequência bidimensional de modo a avaliar a caracterização da segmentação da cicatriz pós-enfarte. Este estudo avaliou as segmentações de ambas as sequências de 71 doentes com miocardiopatias, com indicação clínica para ser colocado um cardioversor desfibrilhador implantável. Os resultados revelaram que a parte da cicatriz heterogénea, onde são formados os corredores arritmogénicos, é estatisticamente semelhante nas duas sequências. Ao contrário das zonas de cicatriz homogénea, em que as diferenças já são significativas. Também o número de corredores, obtidos pela segmentação de imagens 2D ou 3D apresenta diferenças, no entanto a massa total dos mesmos, tal como a cicatriz heterogénea aparenta ser semelhante. Estes resultados levantam novas questões, entre as quais as potencialidades da viabilidade prática de uma mudança das sequências de aquisição atuais no contexto hospitalar, uma vez que são necessários mais estudos para se estratificar em que doentes deve ser aplicada cada uma das sequências.



Autor:




Clica para continuares a ler...
 
Voltar
Topo