RSS Cientifico geral Análise da prevalência da má oclusão, na faixa etária dos 6 aos 16 anos, no continente africano e europeu, relacionando com o género

  • Criador do tópico RCAAP Rss Feeder
  • Start date
R

RCAAP Rss Feeder

Guest
Breve resumo:
Introdução A má oclusão é qualquer desvio na disposição das peças dentárias que excede os padrões de oclusão normal caracterizado por anomalias entre as arcadas dentárias. Vários estudos epidemiológicos a prevalência das más oclusões é elevada. Varia de país para país, entre diferentes idades e nacionalidades com base na sua etnia. Objetivo O objectivo desta análise é determinar a prevalência e os tipos de má oclusão, segundo a classificação de Angle, em crianças e adolescentes africanas e europeias, durante os estágios de dentição mista e permanente precoce, relacionando com o género. Materiais e Métodos Foram pesquisados e revistos estudos publicados no período de 2009 a 2021, considerando as publicações registadas na base de dados bibliográfica PubMed. Resultados Do total de 56 referências identificadas e analisadas, 33 foram excluídos e 23 artigos atenderam aos critérios de inclusão servindo de base para este trabalho. É comum aos dois continentes, como sendo, a má oclusão de Classe I sempre a mais prevalente, seguida pela Classe II e, por último, a Classe III. Não se encontrou uma correlação entre o género dos pacientes e os tipos de más oclusões. Conclusão Existe uma alta taxa de prevalência de má oclusão entre os africanos e os europeus. A recolha de informações sobre a prevalência da má oclusão é a primeira etapa no planeamento e posterior implementação de medidas ortodônticas preventivas e interceptivas em idades precoces, o que melhoraria significativamente a saúde oral da população e diminuiria os custos da terapia ortodôntica em um estágio posterior.​



Info Adicional:
Introdução A má oclusão é qualquer desvio na disposição das peças dentárias que excede os padrões de oclusão normal caracterizado por anomalias entre as arcadas dentárias. Vários estudos epidemiológicos a prevalência das más oclusões é elevada. Varia de país para país, entre diferentes idades e nacionalidades com base na sua etnia. Objetivo O objectivo desta análise é determinar a prevalência e os tipos de má oclusão, segundo a classificação de Angle, em crianças e adolescentes africanas e europeias, durante os estágios de dentição mista e permanente precoce, relacionando com o género. Materiais e Métodos Foram pesquisados e revistos estudos publicados no período de 2009 a 2021, considerando as publicações registadas na base de dados bibliográfica PubMed. Resultados Do total de 56 referências identificadas e analisadas, 33 foram excluídos e 23 artigos atenderam aos critérios de inclusão servindo de base para este trabalho. É comum aos dois continentes, como sendo, a má oclusão de Classe I sempre a mais prevalente, seguida pela Classe II e, por último, a Classe III. Não se encontrou uma correlação entre o género dos pacientes e os tipos de más oclusões. Conclusão Existe uma alta taxa de prevalência de má oclusão entre os africanos e os europeus. A recolha de informações sobre a prevalência da má oclusão é a primeira etapa no planeamento e posterior implementação de medidas ortodônticas preventivas e interceptivas em idades precoces, o que melhoraria significativamente a saúde oral da população e diminuiria os custos da terapia ortodôntica em um estágio posterior.



Autor:




Clica para continuares a ler...
 
Voltar
Topo